Existe vida fora da Terra?

Alien-x-Predador

Sim, eles existem!

Tudo leva a crer que sim. Os números estão aí. Esta será a maior descoberta da humanidade, e digo será, porque um dia vai acontecer. Um dia.

Por que a comunidade científica tem tanta certeza disso? Porque ao analisar o Universo, nos deparamos com uma grandiosidade quase inimaginável. Algo tão complexo e sem escalas, que os números simplesmente não fazem sentido para o resto da humanidade.

Vivemos em um pequeno planeta rochoso que, assim como a estrela que orbitamos, é bem comum no Universo. Nos encontramos num braço espiral de uma galáxia também muito comum. Mas o quanto comum? Nesta hora precisamos de números para representar melhor esta normalidade.

Uma galáxia como a Via láctea, possui de 200 a 400 bilhões de estrelas. Bilhões. E existem muitas e muitas galáxias… talvez… bilhões.

Recentemente, pesquisas mostraram que, somente na nossa galáxia, é possível que existam 2 milhões de planetas, exatamente iguais a Terra; Em tamanho, composição e temperatura. Isso significa, 2 milhões de planetas habitáveis, onde a vida já pode ter se desenvolvido.

Mas por que a vida precisa se desenvolver em outros planetas, como aconteceu aqui? Por uma simples razão: As leis que regem o Universo, bem como os elementos que o compõem, são os mesmos tanto aqui, quanto nos confins mais distantes do mesmo. Toda a matéria que existe, tem a mesma origem e se comporta da mesma forma em ambientes iguais. Logo, se a vida se desenvolveu aqui, ela também se desenvolverá em outro lugar, se forem dadas as condições propícias para isso.

Vale dizer, que nosso conceito de vida é limitado àquilo que conseguimos experenciar dentro da nossa realidade. Podem existir formas de vida diferentes demais para que hoje tenhamos condições de qualificadas como tal. É inimaginável o que pode estar acontecendo lá fora, neste exato momento: Incontáveis civilizações com milhares ou milhões de anos de evolução e tecnologia, à frente da nossa.

Porém, dada a já mencionada, grandiosidade do Universo, nos deparamos com uma limitação de iguais proporções. A distância.

Para alcançar a estrela mais próxima, demoraríamos 4,2 anos se estivéssemos à velocidade da luz, algo que será muito difícil (mas não impossível) alcançar um dia. Já, para cruzar nossa galáxia, de uma ponta a outra, levaríamos cerca de 180 mil anos. Já a próxima galáxia, Andromeda, outros 2.9 milhões de anos luz. Mais tempo que a própria espécie humana possui sobre a Terra.

Nosso tempo de vida, nossa tecnologia e principalmente, as limitações físicas do próprio Universo, impedem que viajemos, pelo menos a curto prazo, para distâncias maiores que nosso próprio sistema solar.

Podemos ser visitados por alguma civilização mais avançada? Sim, podemos e embora a comunidade Ufóloga jure de pés juntos que acontece há bastante tempo, não existe nenhuma evidência concreta que prove qualquer evento deste tipo.

Mas existe uma maneira de enviarmos uma mensagem dizendo que estamos aqui e recebermos algum retorno? Sim, já dissemos “olá” e estamos esperando o “oi”. As transmissões via rádio são enviadas à velocidade da luz para onde quer que uma antena esteja apontada. Os radiotelescópios estão apontados para o céu buscando qualquer tipo de sinal lógico, enviado em nossa direção. Como disse anteriormente, as leis físicas são as mesmas em todo Universo, e podemos esperar que outras civilizações inteligentes, tentem se comunicar via rádio também.

Nossa tecnologia avança a passos largos. Há 100 anos, o mais cético riria se disséssemos que nos comunicaríamos instantaneamente com qualquer um em qualquer lugar do mundo. Que pisaríamos na lua ou que destruiríamos os átomos para liberar energia suficiente para devastar cidades inteiras.

Quem viver, verá.

Esta entrada foi publicada em Astronomia, Biologia. ligação permanente.

3 respostas a Existe vida fora da Terra?

  1. Rafael Fernandes diz:

    Excelente tópico! Valeu a contribuição!

  2. Rodrigo Coube diz:

    A verdade é que não há evidências sobre a existência ou ausência de vida fora da Terra e tudo que existe sobre esse assunto não passa de fruto da imaginação humana. Muitas pessoas adotam a filosofia do “importado é melhor” e classificam a vida extraterrestre como sendo superior ao homem, se os ETs existem porque eles seriam tão mais inteligentes que o Homem, com tecnologia que permitisse a viagem a outros planetas? Será que eles teriam um equipamento de rádio para responder o “oi”, e para isso o “olá” teria que ser entendido. Outra coisa que penso é: com tanta forma de vida diferente na Terra, que suportam temperaturas extremas (Ex: elefantes e ursos polares), porque os ETs teriam formato parecido com o do Homem (cabeça, pernas e braços), essa associação esta limitada ao que o homem conhece como ser vivo. Sabemos que o ser humano não sobreviveria em outros planetas, os planetas encontrados com a habitabilidade parecida com a da Terra não garante a sobrevivência do ser humano sem contar que são muito longe e de jornada inviável, então o que garante que os ETs sobreviveriam na Terra? Esse tipo de assunto flui muito bem em uma mesa de bar depois de algumas rodadas de cerveja.

    • Leandro diz:

      Sim Rodrigo, Como o texto diz, não existe evidência de vida fora da Terra. Porém, o Universo é um lugar muito grande e, por isso, é bem provavel que as condições que propiciaram a vida aqui sejam repetidas, talvez não com exatidão, mas em um mínimo necessário para o seu desenvolvimento.

      Não é uma regra que as possíveis civilizações do Universo sejam mais inteligentes que o homem, mas se levarmos em consideração que estamos aqui há alguns milhares de anos e que o Universo tenha uma idade de pelo menos 14 bilhões de anos, então pode ser possível que em algum momento uma civilização extraterrestre tenha se desenvolvido primeiro, e com isso, tenha alguma distância tecnologógica em relação a nós.

      As ondas de rádio ainda são nossa melhor aposta, uma vez que são difundidas à velocidade da luz e, caso haja alguém escutanto lá fora, o que também não passa de especulação, poderemos manter algum tipo de contato.

      Realmente, a vida na Terra é muito variada, indo de extremos maiores do que elefantes ou ursos polares. Recentemente, descobrimos seres limitrofes habitando lagos alcalinos à temperaturas extremamente altas e microrganismos sobreviventes abaixo de calotas polares.

      Sobre a sobrevivência do homem em outros planetas, os mesmos deveriam apresentar condições mínimas de composição de gases atmosféricos, temperatura, pressão, etc… Mas poderíamos nos adaptar em estruturas de suporte vital ou, em casos mais extremos, realizar um processo de Terraficação, adaptando as condições climáticas para o nosso benefício.

      Realmente, é um bom assunto para mesas de bar, mas também é seriamente debatido na comunidade cientfífica, principalmente no ramo da exobiologia.

      Obrigado pelo comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s